quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Sexo, twitter, mendigos e #mimimi

O Twitter vive de polêmica, assunto irrelevante e gente chilicando por alguma coisa.
E hoje não foi diferente.
No meu intervalo de almoço, abri o Tweetbot para ver qual era a bola da vez. Todo um alvoroço por conta de uima mulher que transou com um mendigo.
Li alguns comentários, desviei de algumas farpas e... cara, alguém me explica o que tem de tão errado ou imoral nisso?
Posso comentar alguns trechos que considero pertinentes? Obrigado.
...ele não tinha dinheiro nenhum, foi pedir para um sapateiro ali perto, e fiz de conta que não vi. Só quando voltou, percebi que a manga de seu casaco estava rasgada. Fomos direto para um motel. Ele continuou me surpreendendo. Foi sensível e carinhoso comigo. No final, depois de uma transa deliciosa, realizou a minha fantasia e me pagou.(...)
A mulher tinha a fantasia de ser paga por sexo.
O mendigo realizou a fantasia.
Por favor, escolha entre as alternativas abaixo, qual a alternativa melhor se encaixa para o contexto:
a) Realizar fantasias não é uma prática aceita na sociedade atual;
b) Mendigos não transam;
c) É impossível ter satisfação sexual com um mendigo;
d) Todo chilique sobre a parte acima citada, é totalmente desnecessário;
e) Nenhuma das alternativas anteriores.
Se você escolheu a alternativa d, continue lendo este texto. Se escolheu qualquer uma das anteriores, pode parar por aqui se quiser.
E depois de ler o relato na íntegra, ainda tendo encontrar alguma coisa que seja errada ou não digna. Não encontrei.
Tirando os pequenos furtos (que são relatados durante o texto), tudo não passa de um conto da vida real, aquele tipo de coisa que pode acontecer com qualquer um e ninguém quer assumir.
Não quero dizer que seja uma coisa corriqueira ou que eu tenha me apaixonado por mendigas, mas tem coisas que dizem por aí que vão na contramão de tudo que esse pessoal que saiu condenando a mulher fez.
Aquela coisa de se querer alguém companheiro, que complete e seja aquilo que se quer.
O problema maior que eu vejo é que o algumas dessas pessoas vivem a fantasia de príncipes que chegam em cavalos brancos e princesas que estão adormecidas há centenas de anos em uma floresta, que gostam de deitar e rolar em cima da vida alheia, esquecendo de cuidar de si mesmas.
E a quem interessar possa, o texto é este aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário