segunda-feira, 30 de abril de 2012

Nome Próprio

- Vai ser Ambrosina!


- Ambrosina, Ricardo?

- É, Ambrosina! Porque? Não gostou?

- Não é que eu não tenha gostado é que é um nome...

- Velho?

- Isso, velho. E além do mais, é meio longo, com o passar dos tempos vai virar Ambrô ou pior, vão chamar ela de Ambrosia e eu não gosto de ambrosia.

- Ambrosina era minha avó. E tu não gosta de ambrosia é porque nunca provou o que a minha avó faz.

- A Ambrosina?

- Não, a Filó.

- Filó de Filomena?

- Não, de Filó mesmo.

- Hmmmm... mas Filomena é um bom nome, prefiro este do que Ambrosina.

- Mas Filomena vai virar Filó e eu não gosto de Filó.

- Mas Filó não é tua avó? Que faz uma ambrosia excelente e...

- Sim, faz uma Ambrosia que é o legítimo manjar dos deuses, mas a velha é chata pra caramba.

- Como?

- Sabe aquele tipo de velho carrancudo que nunca está satisfeito com nada? Pois é, está é a Dona Filó.

- Mas e a ambrosia?

- Ela só faz quando está de bom humor, uma ou duas vezes no ano.

- Ah sim. Mas ainda precisamos de um nome.

- Manfredo!

- Manfredo, Ricardo? Isso é nome masculino.

- Ahhh é... é que eu gosto tanto de Manfredo e...

- Vai me dizer que é teu avô...

- Não, eu simplesmente gosto do nome.


E ficaram discutindo por horas, Filomena, Ambrosina, Madalena, Diamantina... não chegavam em consenso algum.



- Quer saber? Deixa ela chegar, a gente olha pra ela e vê que nome dá.

- Mas... acha que isso vai dar certo? Que... ela vai conseguir se acostumar com o nome assim?

- Sei lá Clarice, é só uma coelha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário