sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Ghost Rider

Johnny Blaze (Nicolas Cage) era apenas um motociclista dublê adolescente quando vendeu sua alma para o diabo (Peter Fonda). Anos depois, Johnny é um famoso motoqueiro radical durante o dia, mas à noite, se transforma no Motoqueiro Fantasma, o lendário personagem da Marvel Comics. Como justiceiro do diabo, ele é encarregado de caçar almas maldosas na Terra e levá-las ao inferno. Mas quando o destino resolve lhe pregar uma peça trazendo o seu grande amor (Eva Mendes) de volta à sua vida, Johnny percebe que pode ter uma segunda chance de ser feliz - se vencer o diabo e ganhar sua alma de volta. Para conseguir o que deseja, ele terá que derrotar Coração Negro (Wes Bentley), o rebelde e perverso filho do demônio, cujo plano de assumir o reinado de seu pai trará o inferno à Terra - a não ser que o Motoqueiro Fantasma possa impedí-lo.
Assumo que eu tenho uma espécie de birra com o Nicolas Cage. Não sei se foi de tanto assistir Con Air no SBT ou se é porque sempre achei ele sem pinta nenhuma para filmes de ação, achando ele mais com cara de um John Travolta contemporâneo.
Agora me responde sinceramente: esse cara aí na direita lembra o Notoqueiro Fantasma dos quadrinhos o suficiente para ter sido escalado para ser o Motoqueiro Fantasma? Eu acho que não. Segundo fontes (nada) confiáveis, vindas da Boataria Interneteira, Nicolas Cage só foi chamado para o papel depois de passar anos insistindo participação em algum filme baseado em HQs e por ele ser um grande fã do Motoqueiro e ter uma imensa tatuagem do mesmo nas costas. Se é verdade, eu não sei, mas sei que odiei ele no filme. Odiei. Motoqueiro Fantasma (Ghost Rider, 2007) exceto pelos belissimos efeitos visuais, o filme consegue ser uma bela porcaria. Cresci lendo as HQs, para quando sai um filme, ser uma bosta a história? Não sei porque insistem tanto em ter um apelo romântico em tudo que é filme. O personagem sempre tem que ter um amor, de quem ficou afastado por muito tempo e depois ficam felizes e juntos. Se eu quisesse coisa assim, assistiria novela, sinceramente. Eva Mendes tendo a sensualidade de um poste, Nicolas Cage nem preciso falar mais nada. Quem sem salva mesmo é o próprio Motoqueiro Fantasma, que não passa de obra de computação gráfica.



Nenhum comentário:

Postar um comentário