segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Amor em 4 Atos

As Vitrines
Inspirado na canção As Vitrines, é uma continuação do episódio anterior. Como toda continuação, é bastante previsível. Embora o enredo tenha sido clichê, não tirou o brilho da história, elementos me encaixados e tocantes.
Quem não gosta de finais felizes, que atire a primeira pedra. Até os personagens secundários ganham mais vida neste último episódio, tudo tem uma conexão quase que singular, em que o que mais importa, é querer que todo mundo se dê bem, que o desfecho seja bem aquilo que se queria desde o começo.
E, ainda que na minha opinião tenha terminado meio sem sentido, posso dizer que a série terminou em grande estilo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário