sábado, 17 de julho de 2010

Fahrenheit 9/11

Farenheit, 11 de Setembro (Farenheit 9/11, 2004) não é exatamente um filme, é um bom documentário. Confesso que tive muito preconceito antes de assistir, por já saber da fama de Michael Moore de sensacionalista e tantas outras coisas. Mas quando resolvi deixar este preconceito tolo de lado, pude assistir um excelente documentário político, nos moldes de coisas que eu gosto de assistir. 
Michael Moore investiga como os EUA se tornaram alvo de terroristas a partir dos atentados de 11 de setembro de 2001. Além disso, o documentário traça paralelos entre as duas gerações da família Bush e, também, as relações entre George W. Bush e a família de Osama Bin Laden. Do mesmo diretor de Tiros em Columbine , Fahrenheit 11 de Setembro ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário