domingo, 5 de julho de 2009

Porque "Quero Ser Grande" é um dos meus filmes preferidos

ou porque sou um fã incondicional de filmes antigos com Tom Hanks


Quero Ser Grande (Big, 1988) é o típico filme esquecido que só passa na Sessão da Tarde, que nem todo mundo gosta ou se assiste é porque quer ver o Tom Hanks quando ainda era guri.
Eu fui um dos que assistiu pela primeira vez numa Sessão da Tarde de sabe-se lá quando, eu deveria ter meus 08~10 anos. Aquilo me encantou os olhos, mesmo que eu não tenha entendido o mote do filme direito na primeira vez, era divertido demais, um filme com crianças, que falava em brinquedos, era bom para ser digerido. Anos mais tarde, assisto mais uma vez entendendo o que se passa e vi que assim como Um Dia A Casa Cai (The Money Pit, 1986) entraria para a minha lista de filmes velhos (e com Tom Hanks) preferidos.

Um garoto, Josh Baskin (David Moscow / Tom Hanks) vai a um parque de diversões e depois de ser barrado por conta de sua altura em um brinquedo, sai chateado pelo parque, onde encontra uma "máquina dos desejos", onde faz o pedido que dá origem a todo desenrolar da trama. A simplicidade de idéias, com elementos infantis torna o filme cativante, mensagenzinhas que são percebidas depois de uma segunda ou terceira assistida mais atenciosa. Quero Ser Grande não foi um blockbuster, para muitos pode ser um filme de uma assistida só ou se pegar ele pela segunda parte na Sessão da Tarde tanto faz, disse isso desde o começo, mas vale ao menos uma assistida.

E em uma certa ocasião, encontrei o DVD por R$9,90, arrebatei o mesmo para a coleção. Tinha épocas que assistia umas três vezes por mês, mas a falta de tempo me impediu de continuar fazendo isto. Em suma, é um filme divertido, eu dizer que recomendo é puxar brasa para minha sardinha, como se diz, por ser tanto fã do Tom Hanks, quanto do filme em si.

Um comentário: